Este site usa cookies para recolher estatísticas e melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Saiba mais aqui

Número geral
(+351) 214 329 410

Localização
Morada e direções

Tratamento de Reabilitação da Dependência de Álcool

Este Programa conta com a experiência acumulada do Prof. Doutor Domingos Neto, Diretor do Centro de Estudos da Profilaxia da Droga durante 5 anos, e do Centro de Alcoologia do Sul (CRAS) durante mais 12 anos, onde tratou e acompanhou mais de 3000 doentes, só em internamento.

Permite conciliar no mesmo tratamento, a desintoxicação física e a reabilitação psico-social, através de uma intervenção intensiva em regime de internamento, num período de 28 dias, que se prolongará em regime de ambulatório com o Programa de Prevenção de Recaídas, até ao máximo de 2 anos.

O tratamento funciona de acordo com três áreas de intervenção:

1. Área médica, atribuída ao Prof. Doutor Domingos Neto e ao Dr. Francisco Henriques, que se ocupam do tratamento medicamentoso e da desintoxicação física das substâncias em questão. Os médicos estão em presença por um período adequado durante cinco ou seis dias por semana, ficando em regime de contacto nos intervalos.
2. Área de enfermagem, com uma equipa de serviço 24 horas por dia.
3. Área Psicossocial, constituída pelo Prof. Doutor Domingos Neto, Dr. Francisco Henriques e os Psicólogos Clínicos Susana Celestino e Nuno Azevedo e Silva.
A 1ª e 3ª áreas ocupa-se das atividades terapêuticas específicas para este tipo do internamento, nomeadamente na realização e orientação dos grupos terapêuticos, psicoterapia emocional, consultas individuais e de grupo, palestras educativas, leituras e trabalhos terapêuticos, conferências e sessões de informação com famílias e sessões de relaxamento. O programa prevê também o acompanhamento e transporte às reuniões de Alcoólicos Anónimos, Narcóticos Anónimos e Cocaína Anónimos 3 vezes por semana.

Após esta fase, o utente será seguido em regime de ambulatório pelos médicos e psicólogos deste programa.


Tratamento de Reabilitação da Dependência de Álcool

Programa de Continuidade de Tratamento e de Prevenção de Recaídas

Após o período de internamento, criou-se o Programa Continuidade de Tratamento e de Prevenção de Recaídas com uma duração mínima de 6 meses, podendo ir até 2 anos.
Esta fase do tratamento pretende dar continuidade e consistência ao trabalho de recuperação iniciado no internamento em ambiente de dia a dia, através de um acompanhamento em consultas regulares, grupos pós alta, grupos de auto-ajuda e toma medicamentosa com supervisão.

Programa de Prevenção de Recaídas

Consulte aqui a tabela de preços

Investigação

O Tratamento Combinado e por Etapas é uma matriz terapêutica que permite tratar em ambulatório e internamento pessoas com problemas de álcool, drogas e, de um modo geral, todas as doensas psiquiátricas graves. Combinado significa combinação de terapias e abordagens: abordagem mista individual e familiar em cada consulta; combinação de consultas familiares, medicação e eventual psicoterapia para cada doente. Por etapas quer dizer que o tratamento é faseado – primeiro obtemos a abstinência do álcool ou drogas, ou melhorias evidentes na sua situação psiquiátrica, e só depois é que doente procura trabalho, outra atividade socialmente útil, ou pode evoluir para uma psicoterapia estruturada.

Evidências: Esta metodologia dispõe dos melhores resultados já publicados, e funciona em ambulatório e internamento na Clínica Princípio e no Hospital Monsanto. Em várias investigações anteriores foi possível concluir que Após um ano de tratamento, 57% dos pacientes, de uma amostra de 63 pessoas dependentes de heroína, admitidos sequencialmente, estavam abstinentes, sem terem tido nenhuma recaída durante o processo (1).
Ao fim de 6 meses de tratamento ambulatório de 74 doentes alcoólicos admitidos consecutivamente, 78% dos participantes estavam abstinentes do consumo de álcool (2,5).
De uma amostra de 21 doentes dependentes de álcool e drogas, admitidos sequencialmente no internamento da Clínica do Senhor da Serra, em 2013 e 2014, verificou-se que 85,7% dos utentes estavam abstinentes nos 3 meses após a alta e 79,6% estavam abstinentes nos 6 meses após a alta (3).
Em termos de sintomas concomitantes de ansiedade, depressão, desconfiança, foi conseguida uma redução de sintomas na amostra, uma melhoria na vinculação e na alexitimia.

Numa amostra de 28 doentes dependentes de substâncias, admitidos sequencialmente na Clínica do Senhor da Serra em 2014 e 2015, foi conseguida uma abstinência de 86% dos doentes para qualquer quantidade da substância principal consumida ao fim do 1º mês do pós-alta (4) Verificou-se também à saída uma redução significativa nos sintomas psicopatológicos destes doentes (medidos pelo SA-45), na alexitimia (TAS 20) e na preocupação com relações próximas (medida pelo ERP).

Bibliografia
1: Neto D, Xavier M, Lucena P, Silva AV: An evaluation of the therapeutic programme conducted by the southern regional alcohol-abuse treatment centre: study on the programme's results one year after discharge from inpatient care. Eur Addict Res 2001;7:61-68.
2: Neto, D, Lambaz, R, Aguiar P. Chick J. Effectiveness of Sequential Combined Treatment in Comparison with Treatment as Usual in Preventing Relapse in Alcohol Dependence. Alcohol Alcohol. 2008 43: 661-668
3: Raquel Baltazar, Domingos Neto (Clínica do Senhor da Serra, Belas), 2014-05-25. Avaliação de resultados terapêuticos após a alta no programa da Clínica do Senhor da Serra: Comunicado em congresso
4: Domingos Neto a b , David Neto a 2016 . Comorbilidade como fator de prognóstico em doenças aditivas. Clínica do Senhor da Serra. Comunicado no XI Congresso Nacional de Psiquiatria (19 a 21 de Novembro de 2015, Vilamoura).
5: Aguiar P, Neto D, Lambaz R, Chick J; Ferrinho P: Prognostic Factors During Outpatient Treatment for Alcohol Dependence: Cohort Study with 6 months of Treatment Follow-up. Alcohol Alcohol. 2012 Nov-Dec;47(6):702-10